RÁDIO CARLOS PITTY

sexta-feira, 6 de junho de 2008

POESIA - FILOMENA FILÓ

FILOMENA FILÓ
(Carlos Pitty) Direitos Reservados

Que alegria tem essa grande mulher?
Que sorriso envia essa mulher pequena...
Uma bravura mostra a quem quiser
Uma arte humana assinada Filomena

Contagia o mundo por onde passa
Deleta a tristeza sem dó
Brinca que nem criança
Uma criança chamada Filó

Teu retrato é sempre visualizado
Cenário que sempre vale a pena
Uma simpatia que não se compara
Como não olhar a Filomena?

Podem existir vários 50 anos
Neste mundo que tudo acaba em pó
Nem tudo será eterno
Nada será igual à Filó

A energia está na vida
Com a ternura de Maria Madalena
Não precisa viajar kilômetros
Apenas conhecer à Filomena

Tem um encanto tropical
Beleza que não fica só
Passem tempos, passem anos
Mas que seja igual à Filomena Filó


FOTO: Inimaginária - Direitos reservados do autor.