RÁDIO CARLOS PITTY

terça-feira, 19 de agosto de 2008

POESIA - DESPREZO

DESPREZO
Carlos Pitty – Direitos reservados.

Realizo-me em sonhos,
Sonhos que tenho com você
Estou distante do meu ponto
Ausente do meu alvo
Ao seu lado.
Sinto um amor certo por um alguém errado...
Viajo em delírios de prazeres intocáveis por teu corpo
Você me ignora
Deixo-me levar por teu olhar
Não tem hora
Me junto ao suor de tua pele
Você nem sente
Você some
Você me barra
Levo-me em pensamentos
Meu desejo é fantasia
Meu prazer é fantasma
Desejo alguém, que longe de mim está
Por você me jogo, me entrego
Me acabo...
A paixão me atormenta
Você nunca me nota
Você nunca me vê
Você nunca me quer...
Vivo na solidão
E você na multidão
Que posso fazer por um beijo teu?
Até quando posso sonhar?
Queria ter poderes
Queria ser o maior do seres
Queria parar o tempo
Queria ser todo o teu momento
Queria seria ser o teu dia
Queria você, meu guia
Você para mim é o sol
Sou pra você um sal
Eu e você juntos?
Missão impossível
Duas metades
Dois tamanhos
Mundos diferentes
Senhas trocadas
Enquanto sonho com tuas mãos
Seus dedos apontam outra direção
Sou paixão
Você razão
Quero ser tudo
Você não quer nada
Te desejo tanto
Você me despreza
E sigo vivendo esse sentimento em forma de gelo
Que aos poucos vai se derretendo
Acabando...


Foto: Direitos Reservados do autor