RÁDIO CARLOS PITTY

sábado, 17 de janeiro de 2009

POESIA - AR, MAR, AMAR...

AR, MAR, AMAR...
(Carlos Pitty) Direitos reservados

Mar, em que me deixo levar
E viajo pelo olhar.
Olhando o mar
Desperto o desejo de acariciar...
Vou até onde alcançar,
Sigo o mar,
Em ondas a deslizar,
Paixão que quero desfrutar.
Vejo o mar,
Sinto a brisa me tocar.
Que poder tem o mar!
Vontade que vem de me jogar!
Acompanho o mar...
Acima do mar tem o ar,
Abaixo dele até posso respirar,
Falar baixinho, cochichar...
Ao lado do mar
Faço silêncio para meditar,
Crio canção para cantar...
Faço tudo o que ele aceitar.
Sigo o mar
Querendo brincar,
Sem pressa para voltar.
Ele até pode me detestar,
Que pena do mar...
É tanta coisa para falar,
Não faltam palavras para combinar.
Juntinho do mar
Invento jeito para namorar,
Faço clima para beijar;
O ar, o mar, até amar...
Se alguma coisa faltar,
Ou se algo eu não lembrar,
Que me perdoe o mar...