RÁDIO CARLOS PITTY

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

POESIA - COPO DE VINHO

COPO DE VINHO
Carlos Pitty - Direitos reservados

Bebo mágoas, prantos e desejos.
Vivo sonhos e planos sem parar.
Copo de vinho, carinhos e beijos.
Que veio com o vinho em noite de luar.

Bebo dores, cores e choro...
Paixões de uma noite sem fim.
Copo de vinho a quem tanto imploro:
Faz companhia pra mim!

Bebo seco, suave e penso,
Letras poéticas e canções.
Copo de vinho, à ti pertenço,
Acalanto de minhas razões!

Bebo goles, toques e saudade,
Lembrando do amor que acabou.
Copo de vinho, palavra e verdade,
Lembrança que para mim ficou...



FOTO - FONTE: http://milenaandrade.files.wordpress.com/2007/07/vinho-taca.jpg