RÁDIO CARLOS PITTY

terça-feira, 26 de maio de 2009

POESIA: HOMEM QUE CHORA

HOMEM QUE CHORA
(Carlos Pitty)
* Direitos reservados

Homem que ora e chora...
Um coração que implora pelo perdão.
O homem, que mesmo em alguma hora,
Vive na angústia e na solidão.

Homem que sofre aos prantos,
Como lágrimas que correm,
Desafinados e tristes tons...
No peito, sentimentos que doem,

Pecados de épocas de Adão...
O homem vive o mundo de Deus,
Pecados de tantas “Evas”,
Espalhando por todos os seus...

Vive sempre o homem primata,
Serenatas e cantigas de amor,
Que falam de cidades e matas,
Da pedra acalanta o fogo da dor!

Homem que quer ser Deus,
Deseja matar a sede do mundo,
Querendo sanar por hora os pecados,
Apagar os sofrimentos em um segundo.

Quisera o homem, todo poderoso,
No respirar, viver a felicidade,
Na fragilidade, comparar-se à mulher,
Viver para sempre na igualdade.

Homem que agora chora,
O mundo parece igual,
Derrama lágrimas de arrogância,
Poder de sempre natural.

Deus abençoe sua criação!
E as lágrimas que do homem sai,
Nova era o mundo vive,
Como águas que no rio se vai...


FOTO: Direitos Reservados ao Autor.